Quantcast
Parent Page/Current Page

Jardins do The Met Cloisters

العربية | 简体中文 | 繁體中文 | deutsch | English | español | Français | Italiano | 日本語 | 한국어 | português | русский

Embora muitas das ervas e flores dos três jardins anexos do The Met Cloisters se encontrem no seu auge entre o final da primavera e o início do verão, durante todo o ano é possível ver plantas inspiradas pela Idade Média neste setor do Metropolitan Museum of Art dedicado à arte e à arquitetura da Europa medieval. Localizados no topo de um monte em Fort Tyron Park, no norte de Manhattan, os jardins do The Met Cloisters oferecem uma vista sem igual do rio Hudson e das New Jersey Palisades a partir de vários ângulos privilegiados.  

Cada um desses três jardins do The Met Cloisters é único, e o seu design e plantações se baseiam em informações encontradas em documentos e obras de arte da Idade Média. Os jardins foram originalmente dispostos e plantados em 1938, ano de inauguração do The Met Cloisters.  

No nível principal do museu está localizado o Cuxa Cloister. Um dos seus destaques é o Judy Black Garden, com um pátio a céu aberto rodeado por  passarelas de teto arcado. Neste espaço, espécies europeias medievais e plantas modernas de jardins da Ásia e das Américas se combinam para proporcionar cores e perfumes desde o início da primavera até o fim do outono. 

O jardim do Bonnefont Cloister, no nível inferior, contém uma das coleções de plantas mais especializadas do mundo: aproximadamente 300 espécies foram cultivadas e usadas durante a Idade Média para diversas finalidades, como alimentos, remédios, magia e materiais artísticos. Os leitos erguidos, as cercas entrelaçadas e a fonte são componentes frequentemente retratados em documentos medievais. As sementes de espécies que não estão disponíveis nos Estados Unidos foram obtidas de fontes europeias.  

As plantas no jardim do Trie Cloister, também no nível inferior, evocam o prado em flor tão comumente retratado nas obras de arte medievais. O único campo de ervas e flores se refere aos motivos de tapeçarias “millefleur”, em que muitas espécies desabrocham simultaneamente em uma primavera eterna. Muitas das plantas retratadas nas Tapeçarias do Unicórnio —  obras-primas do The Met Cloisters — são cultivadas no Trie Cloister, mas é claro que na vida real elas só florescem durante a estação apropriada. 
No verão, de maio a outubro, são realizados tours pelos jardins todos os dias às 13h, faça chuva ou faça sol. Tours pelos jardins são gratuitos com o ingresso para o Museu.  

No inverno, as galerias internas são transformadas em  estufas onde plantas de vaso são exibidas e flores de primavera são forçadas a florescer precocemente.

Sobre o Metropolitan Museum of Art

O Met apresenta mais de 5.000 anos de arte de todo o mundo para que todos possam vivenciá-la e desfrutá-la. O Museu está situado em três locais icônicos da cidade de Nova York — o Met Fifth Avenue, o Met Breuer e o Met Cloisters. Milhões de pessoas também participam da experiência do Met on-line.

Desde a sua fundação em 1870, o Met sempre buscou ser mais do que apenas um tesouro de objetos bonitos e raros. A cada dia, a arte ganha vida nas galerias do Museu e nas suas exposições e eventos, revelando novas ideias e conexões inesperadas através do tempo e das culturas.

### 

22 de junho de 2016


Press resources